A páscoa de Cristo

Nota: Compartilho hoje, sexta-feira da paixão, um trabalho do Poesia Evangélica, do meu amado irmão Sammis Reachers, que doa sempre reflexões e consciência aos seus leitores, divulgando trabalhos de talentosos poetas, e condutores do amor, respeito e integridade.
 Reflitam nessa imensidão, não só hoje, mas todos os dias até a Sua volta.
Y.


Paixão

Newton Messias

Foste pendurado nu entre céu e terra
como se ambos te condenassem ao degredo.
Mas não: convulsionou-se aflita em baixo a terra
e em cima o céu, em pleno dia, fez-se negro.

Foste traído pelo amigo, aprisionado
e bem alto, de abandono, se ouviu teu grito.
Como se até mesmo por Deus abandonado
morresse fora dos muros um ser maldito.

Mas em segredo e longe dos olhos humanos
(são sempre ocultos os milagres mais reais)
o véu do templo se rasgava totalmente.

Sinal que o Pai cumpria enfim antigos planos
de perdão, reconciliação, gratuita paz:
inaugurando um novo reino para sempre.

Resultado de imagem para cruz tumblr

Comentários